Como escolher uma administradora de condomínio

Motivos para contratar um síndico profissional
5 de junho de 2019

Cuidar de um condomínio não é uma tarefa das mais fáceis, pois envolve alta responsabilidade além de conhecimentos específicos. Por isso uma boa opção para essa parte é investir em uma administradora de condomínio. 

Essa empresa será responsável por controlar todas as tarefas administrativas de um condomínio, oferecendo mais segurança na rotina. Por isso, preparamos um guia com os principais motivos para ter uma administradora de condomínio. 

Quais as responsabilidades de uma administradora de condomínio?

Na administração de um condomínio existe um acordo entre a administradora e o próprio condomínio, firmado por contrato. Nele, estão definidas as funções da empresa de gestão. 

As responsabilidades estão divididas entre principais, secundárias e eventuais. 

Funções principais 

A principal função é auxiliar o síndico no desenvolvimento das atividades rotineiras de um empreendimento, tais como contabilizar receitas e despesas, elaborar folhas de pagamento, emitir boletos de pagamento de cotas condominiais, e assessorar assembleias gerais. 

Lembrando que as decisões dentro do condomínio são tomadas pelo representante legal, cabendo à administradora apenas notificá-lo. 

Funções secundárias

Entre as funções consideradas secundárias estão a emissão de circulares , aplicação de multas e advertências, cotações e compras, alerta à prazos etc. 

Funções eventuais

As funções eventuais classificam-se em dois tipos: contratadas e especiais. As atividades eventuais são esporádicas, como a organização de regulamento interno e convenção condominial, bem como a realização da Assembleia Geral pelos funcionários da administradora de condomínio. Essas tarefas também podem ocorrer em certas épocas do ano, como a entrega da Rais (Relação Anual de Informações Sociais) e da Dirf (Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte).

Como escolher uma boa administradora de condomínio?

Verifique o histórico da empresa 

O primeiro passo é verificar o histórico da empresa, checando se essa tem experiência no mercado e idoneidade. Avalie há quanto tempo está no mercado e quais condomínios já foram ou ainda são atendidos por ela. Outro ponto interessante a observar é se a empresa possui certidões negativas.

Busque empresas com diferenciais de mercado 

Algumas empresas, como a BDS Condomínios, oferecem além da administração do condomínio, o atendimento aos moradores, o que diminui a carga de trabalho do síndico e facilita o convívio e resolução de conflitos entre condôminos. 

Analise o suporte 

O relacionamento do síndico com uma administradora é moldado em longo prazo. Por isso, confira o atendimento e o suporte prestados ao condomínio. Considere itens como: 

  • Atendimento personalizado
  • Qualificação Profissional
  • Habilidades para resolução de conflitos
  • Disponibilidade de atendimento

Priorize empresas que tenham contas bancárias individuais 

Uma prática comum entre administradoras é a de usar as contas pool para o controle de recebimentos e gastos dos condomínios. Mas essas contas bancárias são feitas em nome da administradora e contemplam diversos condomínios dentro delas. Para garantir a segurança dos recursos financeiros do seu empreendimento, prefira empresas, como a BDS Condomínios, que administram contas individuais para seus clientes. 

Prefira empresas com suporte jurídico

Uma administradora de condomínio que possui assessoria jurídica de um escritório de advocacia experiente e especializado na área condominial é capaz de entregar a seus clientes resultados mais concretos e assertivos.  

Agora que você já sabe a função de uma administradora de condomínio, que tal conhecer os diferenciais da BDS Condomínios? Clique aqui e fale direto com os especialistas da empresa.