É possível reduzir taxa condominial na Pandemia?

Prós e contras da portaria virtual
31 de outubro de 2019
Pandemia2

No cenário atual é muito comum os condôminos questionarem sobre redução na taxa condominial. Nós da BDS estamos analisando as despesas e recebimentos de nossos clientes diariamente e com base nesses 60 dias de quarentena explicaremos o porquê não é tão simples assim:

Previsão orçamentária

Se o seu condomínio possui uma previsão orçamentária e se ela foi bem elaborada, certamente considerou o consumo do ano anterior para calcular o atual, e aí está o primeiro problema. Com a maioria das pessoas em casa, o consumo de água e gás aumentou muito, e certamente essas contas estão fora dos padrões previstos.  

Fundo de Reserva

O fundo de reservas existe para despesas emergenciais. Não é adequado que o utilize para reduzir cotas condominiais, principalmente porque na maioria das vezes uma parte dele é utilizada no dia-a-dia para não ratear a inadimplência aos demais condôminos. Ou seja, se o utilizar haverá dois riscos: o primeiro de ratear a inadimplência caso o caixa se torne insuficiente para pagar as despesas ordinárias e o segundo que é não possuir dinheiro para uma obra emergencial. Importante lembrar que obra emergencial em condomínio não é como obra em uma única residência, é algo que pode demandar altos custos.

Inadimplência

De acordo com o cenário atual da economia certamente haverá um aumento da inadimplência geral do condomínio e neste ponto todo cuidado é pouco para não haver injustiça, seja com o devedor, seja com quem continua conseguindo pagar suas despesas em dia. A despesa condominial é necessária para manter sua casa em ordem, se está passando por dificuldade entre em contato com a sua administradora e exponha os fatos.

Obras

Se a obra está em andamento é necessário analisar as contas do seu condomínio com base em todas as informações acima para analisar se há possiblidade de suspender a cobrança nos meses de quarentena e arrecadar essas parcelas no final. Se as obras ainda não começaram, o síndico juntamente com a administradora precisa avaliar a necessidade da obra e se é viável suspender essa arrecadação, mas sempre lembrando que num condomínio é a vontade da maioria que deve prevalecer, portanto, se tiver dúvidas utilize enquetes ou se for de extrema necessidade, uma assembleia virtual pode auxiliar.

Renegociação de contratos e trocas de fornecedores

As economias para aquisição de produtos devem continuar, como se espera que já seja um padrão do seu condomínio, mas a troca de fornecedores de serviço deve ser muito bem avaliada. Nesses momentos de crise há uma crescente de empresas oferecendo preços baixos, mas a que custo? Vale a pena trocar um parceiro de confiança por um prestador que cobra mais barato e não se tem certeza do que irá oferecer em questão de serviços e garantias? Principalmente avaliar qual será o impacto financeiro em cada unidade na troca de um serviço, muitas vezes o valor é irrisório perto do risco.

Esse período vai passar e o seu condomínio tem que estar bem cuidado, com as manutenções e finanças em dia para que, assim, você tenha a certeza de que seu patrimônio não desvalorizou.

Se você ainda tem dúvidas sobre as possibilidades, clique aqui e consulte os especialistas da BDS Condomínios.